XII ExponteFolclore – “Escola, Em Cada Nome uma História”

XII ExponteFolclore – “Escola, Em Cada Nome uma História”

Quem disse que Santo de caso não faz milagre, “teve que repensar sobre esse conceito após assistir a alunos da rede Municipal e Estadual de Ensino de São João da Ponte se apresentarem no XII ExponteFolclore deste ano. Santo de casa faz milagre, e como faz!

Dança, poema, poesia, paródia, jogral, teatro e documentários foram os destaques do evento. Alunos de todas as idade demonstraram das mais variadas formas, suas habilidades artísticas em diversas apresentações. O cronograma foi bem extenso; foram 10 apresentações culturais envolvendo mais de 200 alunos da rede municipal de ensino.

O XII ExponteFolclore aconteceu nesse sábado (26) na Praça do Poliesportivo Fernandão, cujo tema, “Escola – em cada nome uma história”, oportunizou que todas as escolas falassem sobre suas origem, bem como sobre seus patronos. Com o objetivo de viabilizar os trabalhos realizados por professores, supervisores , alunos e diretores, o ExponteFolclore mais uma vez foi uma vitrine para fomentação de conhecimento das identidades culturais e das diversidades de saberes da região. 

A abertura foi em grande estilo, com o texto dirigido por este jornalista, a seguir, artista e professora Tatiane Alves apresentou o monólogo “São João da Ponte, uma história gostosa de ouvir”. A apresentação faz parte do cronograma de eventos da Secretaria Municipal de Educação de São João da Ponte e visa contribuir com o desenvolvimento cultural e artístico dos alunos, além de colaborar com os processos de construção da identidade, do caráter, cidadania e coletividade dos participantes. 

Diante do êxito, o secretário de educação, André Lima, parabenizou todas as escolas pela dedicação e empenho nas apresentações, reconhecendo que os trabalhos de todos os envolvidos foram de suma importância para que tudo acontecesse. Agradeceu ao prefeito, Danilo Veloso pelo constante apoio a educação e cultura, também aos profissionais e alunos das escolas que abrilhantaram o evento ; de forma especial,agradeceu a população pontense que abraçou este projeto desde a sua primeira edição. No ensejo, parabenizou o Departamento de Cultura pela belíssima ornamentação e aos artesãos e artistas plásticos que contribuíram para o sucesso do XII ExponteFolclore”.
Segundo a professora de Química, Eliez Campos, o tema deste ano foi relevante, uma vez que os próprios alunos não tinham conhecimento da origem e do porquê do nome da escola. “Precisamos cada dia mais explorar o talento dos nossos alunos. Quanto às apresentações, foram belíssimas, todos de parabéns. Vejo que para a edição próxima poderia se pensar na possibilidade de providenciar cadeiras para o público assentar, ficaria mais confortável. Jamais poderia esquecer de parabenizar “minha escola” que apresentou tão bem, a Escola Municipal Núcleo Firmiano Antunes Cordeiro”, parabeniza a professora.

Para o Chefe do departamento de cultura, Madson Rodrigues de Jesus, ao discorrer sobre a importância do evento para a cidade, nunca se pode-se deixar de lado as origens em que vivemos e principalmente a (escola), pois todo o trabalho envolve imaginação, sensibilidade criação. Salientou sobre a gratuidade do ato de participar do evento. “São João da Ponte é como um ipê que juntando todas as flores, torna a árvore mais bela que há na natureza. Cada escola contribui efetivamente com o que há de melhor dentro delas e assim pudemos contemplar belíssimas apresentações”.

“O Expontefolclore é um projeto extremamente importante para a preservação da identidade cultural da cidade de São João da Ponte. É uma maneira afetuosa, simples e dinâmica de ensinar e incentivar o conhecimento das tradições folclóricas da nossa região, através da participação ativa de toda a comunidade escolar, no resgate das boas lembranças do passado e das riquezas da sabedoria do nosso povo. O encanto de cada espetáculo fica vivo dentro de cada pessoa que participa ou prestigia,” afirma, Altina Ribeiro Sobral ,Professora de Língua Portuguesa.

Ao término das apresentações houve show com a banda regional, “Cabaré do Forró” e todos puderam se divertir e deliciar com as guloseimas típicas das barraquinhas.

Gilmar Pereira – Jornalista e escritor

Galeria de Fotos: