Crise Hídrica

Crise Hídrica

Há décadas que ambientalistas têm chamado a atenção do mundo para o fato de água doce ser  um recurso escasso no nosso planeta. Mas parece que nem todos têm dado ouvido aos apelos nas conferências, audiências e debates. 

Recentemente a Prefeitura Municipal de São João da Ponte, juntamente com a Câmara Municipal preocupados com essa questão ambiental, realizou a Audiência Pública sobre a crise hídrica. Na oportunidade, autoridades uniram força com a população para criarem estratégias  em prol da crise hídrica que vem assolando o município. Na ocasião do evento, moradores da Comunidade de Brejinho pediram ao prefeito Danilo Veloso uma atenção especial aos 07 Lagos que encontram em situação de calamidade.

Em resposta ao pedido feito pelo Presidente da Associação de Brejinho e membro do Conselho do Meio Ambiente, José Ramos, em nome da Comunidade, o prefeito encaminhou profissionais do setor de obras - o engenheiro Paulo Eduardo  Gomes dos Santos e a chefe do departamento de obras, Fernandes Mendes Fagundes  até a Comunidade para analisar os tanques citados e posteriormente criarem um plano de ação juntamente com a Comunidade e a Secretaria de Agricultura. 

Segundo a chefa do departamento de obras, Fernanda Mendes, em primeiro momento a visita foi de reconhecimento do local e técnica. “É preciso criar uma forma de segurar a água até a próxima chuva, pois em virtude das erosões, alguns tanques não estão segurando água e isso vem acarretando a seca dos mesmos” comenta Fernanda Mendes.
O prefeito Danilo Veloso procura atender as necessidades do município; quanto à crise hídrica, a prefeitura e as secretarias que compõem sua gestão buscam estimular à população a economizar esse recurso por meio de projetos nas escolas e blitz educativas que incentive a conscientização  da falta de água. “A conscientização é a ferramenta principal para que todos enxerguem a real realidade que encontra o meio ambiente”, diz o prefeito.

É indispensável que as pessoas contribuam para acabar com a seca. É preciso entender que a culpa não é somente do governo, mas de todos. A Audiência pública veio mostrar a todos que a água é finita e que cuidar dela é essencial para a sobrevivência de todos.

Gilmar Pereira 
Jornalista e escritor 
 

Galeria de Fotos: